A WhiteHat e Nuno Mendes, CEO da empresa, foram chamada de capa na revista IT Channel, edição nº63 do mês de Dezembro.

A entrevista no espaço “Tem a palavra” incide sobre a cibersegurança e nos crescentes desafios que os parceiros e empresas enfrentam no seu dia-a-dia. Uma análise aos riscos, canal de parceiros, RGPD, tendências e oportunidades de mercado.

Nesta entrevista, à revista IT Channel, Nuno Mendes reforça a importância da segurança nas empresas, faz o balanço do ano de 2019 para a WhiteHat e aborda a temática dos parceiros.

Como é que correu 2019 para a WhiteHat?

Nuno Mendes: Correspondeu às expectativas que tínhamos de crescimento. Foi também um ano de mudança no sentido da estratégia de crescimento, onde nos vamos focar num crescimento significativo para 2020. Tivemos um crescimento expectável na ordem dos 15/20% e, claramente, temos espaço no portfólio das nossas soluções, e daquilo que o mercado também procura, em satisfazer a maior necessidade. Através disso vamos fazer uma ação de crescimento significativo na empresa.

Quais são as principais tendências no mercado, e principalmente aquelas das quais os Parceiros podem tirar partido?

Nuno Mendes: Tendo em conta o nosso mercado principal, que tem sido as PME, vemos que há a necessidade de os Parceiros se ajustarem a esta preocupação crescente que é a cibersegurança. Isto significa ir além de simplesmente fornecer tecnologia e adaptarem-se aos requisitos que a cibersegurança por si só representa.

Tem de haver um crescimento do nível do know-how dos Parceiros para melhor tirar partido das tecnologias que há na indústria, que são muitas e que satisfazem a maior parte das necessidades que existem, mas isto requer que os Parceiros se adaptem; é necessária formação, novos conhecimentos e recursos para conseguir obter os resultados que as empresas pretendem em termos de proteção da informação.

Nuno Mendes CEO WhiteHat - IT Channel
Fotografia: IT Channel

Nuno Mendes salienta ainda a importância dos parceiros na vertente de prestadores de serviços

As plataformas de gestão cloud para os endpoints são a tendência, ou as opções on-premises continuam a fazer sentido?

Nuno Mendes: Na WhiteHat – e na Eset, que é o Parceiro que distribuímos nesta área – acreditamos num modelo híbrido, numa solução on-premises com tecnologia na cloud. Talvez seja também a forma ideal para dar resposta aos vários problemas que surgem quando ocorre um ataque numa organização, não exclusivamente dependente do serviço de cloud, mas também tendo soluções on-premises que consigam dar resposta em caso de desastre; acaba por ser o melhor cenário. Mas vemos muito, principalmente nas micro e pequenas empresas, um aumento crescente da procura de soluções baseadas na cloud.

Nuno Mendes, CEO WhiteHat

Veja a entrevista na íntegra aqui ou no website da IT Channel.

Fechar menu
×
×

Cart