Fuga de Dados

Roubo digital de informação

Ninguém está a salvo

Ninguém está a salvo de uma potencial fuga de dados. Do ponto de vista de uma empresa, representa um problema enorme e em grande ascensão. Por fuga de dados, compreende-se, por exemplo, o roubo de cartões de crédito, palavras-passe e dados de saúde pessoais.

O perigo dos ex-colaboradores

As empresas estão vulneráveis em relação a potenciais fugas de dados pela mão dos ex-colaboradores, pelo facto de não desativarem o acesso à rede empresarial quando estas pessoas deixam a organização. Um estudo recente revelou que mais de metade (58%) dos ex-funcionários ainda conseguem aceder a todas as aplicações da empresa, meses depois de terem saído.

A fuga dos conteúdos digitais

Embora não seja tecnicamente uma novidade, a forma pela qual a informação sensível pode escapar de uma empresa é um sinal dos tempos atuais. Os recursos são, em geral, digitais e, por esse motivo, conseguem sair facilmente “do prédio” utilizando os mais diversos métodos. Isto é algo a que muitas organizações ainda se estão a acostumar. E quanto mais cedo, melhor.