Segurança informática: o que podem fazer as PMEs – parte 2

Segurança informática: o que podem fazer as PMEs – parte 2

À medida que as PMEs procuram soluções para estes pontos, existem algumas ferramentas fáceis que podem implementar dentro dos seus sistemas atuais para proteger a sua rede.

Criar um programa de formação – os colaboradores devem receber formação contínua sobre como detetar e-mails de phishing, detetar atividades suspeitas na rede e o protocolo adequado para reportar estes eventos. Os líderes das empresas devem fazer um esforço concertado para comunicar continuamente com os empregados quando uma violação de dados em larga escala é noticiada nas notícias.

Devem delinear detalhes sobre a violação de dados, medidas que podem tomar individualmente e medidas que a empresa pode tomar como um todo para evitar que ataques semelhantes lhes aconteçam. Incentivar os colaboradores a implementarem a autenticação de dois fatores e a usar passwords fortes, ou, como estão a trabalhar a partir de casa, ligar-se à rede da empresa através de VPN. Cada uma destas atividades pode ser feita com recursos limitados ou com um impacto financeiro mínimo para a organização.

Acesso segmentado à rede – Se as responsabilidades de TI vão permanecer repartidas por numerosas funções, qualquer administrador de rede líder deve criar parâmetros de acesso para os colaboradores com base no seu departamento, horário de trabalho, ou outros critérios. Esta segmentação, por exemplo, impediria que alguém que trabalhe na receção tenha livre acesso aos dados financeiros da empresa. A segmentação da rede cria um sistema de segurança multicamadas, e, no infeliz caso de ocorrer uma violação, os ciber-criminosos só podem aceder a uma parte da rede.

Implementar uma firewall de próxima geração – A utilização das capacidades avançadas de filtragem de uma firewall de próxima geração pode resolver muitos problemas que as PME enfrentam atualmente.

Com firewalls de próxima geração, a profundidade da tecnologia, juntamente com a capacidade de ganhar visibilidade adicional na rede como um todo, expande a forma como os administradores de rede são capazes de proteger a informação crítica para os negócios. Ferramentas avançadas de antivírus, inspeção SSL, e prevenção de intrusões – são alguns dos argumentos que podem ser utilizados para detetar atividades suspeitas e impedir uma tentativa de ciberataque.

As PMEs continuarão a fazer mais com menos à medida que o final do ano se aproxima e olhamos para 2021. Para ultrapassar as suas barreiras contínuas à segurança informática e ao combate ao cibercrime, as pequenas e médias empresas podem começar hoje a implementar estas políticas de proteção e ferramentas essenciais e de baixo investimento. Os cibercriminosos continuarão a ser uma ameaça constante para as PMEs, mas tomar as medidas para racionalizar, organizar e enfrentar as vulnerabilidades atuais pode ajudar a parar os ataques antes mesmo que eles aconteçam.

Para ficar a saber mais como pode proteger a sua empresa com soluções eficazes mas adequadas ao orçamento de TI que tem disponível, fale hoje mesmo com a WhiteHat.

Fechar menu
×
×

Cart