A proteção das firewalls em tempo de trabalho remoto

A proteção das firewalls em tempo de trabalho remoto

teletrabalho

O ambiente empresarial mudou devido à pandemia global de COVID. Para combater a propagação deste vírus, muitas empresas apostaram no modelo de teletrabalho. Como as empresas agora se estabeleceram numa nova cadência de trabalho remoto, a segurança da Internet continua a apresentar-se como alta prioridade, fazendo com que as equipas de TI reconsiderem as suas soluções de segurança de rede local e procurem plataformas baseadas na nuvem.

Tradicionalmente, as empresas desenvolvem a sua infraestrutura de segurança de rede no perímetro, permitindo assim um acesso facilitado ao hardware físico ou uma boa gestão de políticas de segurança interna. Com uma firewall local, a responsabilidade exclusiva de manutenção e atualizações recai sobre as equipas internas de TI ou, em alguns casos, um prestador de serviços geridos.

A firewall é essencial quando os colaboradores têm um local centralizado para trabalhar e colaborar, protegendo qualquer dispositivo conectado à rede numa sede ou filial. No entanto, agora que muitas empresas mudaram de paradigma para trabalho remoto, as firewalls baseados em nuvem aumentaram em popularidade. Uma firewall baseada na nuvem permite que as organizações mantenham conexões de Internet seguras e produtivas para seus colaboradores enquanto fornecem acesso remoto a seus ativos digitais.

A cloud ao serviço dos colaboradores em trabalho remoto

O benefício da computação em nuvem é que ela fornece um núcleo centralizado para gerir dezenas de terminais à medida que interagem com a rede, melhorando a agilidade e a escalabilidade dos negócios.

A transição para aplicações baseadas na nuvem permitiu que as empresas tivessem maior flexibilidade sobre como as informações e os dados são consultados por todos os funcionários. Com tantos colaboradores em trabalho remoto, o acesso autorizado a aplicações corporativas, dados da empresa e outras ferramentas de negócios pode ser baseado na conectividade VPN e no acesso autorizado, sem os limites de estar fisicamente conectado ao escritório.

E tal como muitos funcionários passaram para o trabalho em casa, a implementação da infraestrutura de TI na nuvem permite que o administrador de TI também trabalhe a partir de qualquer lugar, sem precisar de estar no local ou na sala de servidores do escritório.

Firewalls de próxima geração para uma segurança de rede escalável

As empresas que fazem a transição para serviços em nuvem devem explorar as opções de segurança na nuvem. A implementação de uma firewall de próxima geração baseada em cloud em provedores de serviços populares, como Amazon Web Services, Microsoft Azure ou Google Cloud, oferece às empresas a capacidade de disponibilizarem conectividade consistente e segura aos funcionários de toda a empresa.

Existem algumas etapas que os administradores de rede podem seguir para garantir que a firewall cloud forneça conectividade robusta e um ambiente seguro para os colaboradores:

Implementar uma Firewall de próxima geração

Trabalhando na nuvem, muitos fornecedores oferecem modelos de Firewall como serviço (FWaaS) para ambientes cloud. O FWaaS disponibiliza uma arquitetura simples e flexível para fornecer conectividade a todos os funcionários, independentemente do local onde eles estejam a trabalhar. Os colaboradores podem aproveitar a gestão centralizada de políticas, a filtragem de conteúdo, a proteção contra malware e ameaças e outros recursos unificados de gestão de ameaças.

Recorrer a uma ligação com VPN

É crucial que os administradores de rede escolham uma tecnologia VPN que seja rápida, segura e possa ser totalmente gerida. Os administradores de rede têm mais controlo sobre os perfis VPN, incluindo a gestão de dispositivos móveis, e podem ligar trabalhadores remotos sem problemas, sem instalar software em todos os dispositivos do utilizador final.

Melhorar medidas de segurança

Adicionar autenticação multifator para acesso a aplicações de negócios é outra camada de segurança que as equipas de TI podem aproveitar no regime de teletrabalho com funcionários remotos. Como cada funcionário precisa fazer login nas suas aplicações em VPN ou na nuvem, deve ser política padrão e uma forma secundária de identificação, geralmente um texto SMS ou um bio-identificador como uma impressão digital, também seja usada para fazer login. Essa forma secundária de a autenticação protege contra acesso não autorizado à rede ou o uso de credenciais roubadas.

O ambiente de negócios mudou para se adaptar às necessidades dos colaboradores durante a pandemia de coronavírus, e mudará ainda mais de formas que talvez ainda não possamos prever.

Muitas empresas que podem não ter considerado esta nova realidade no passado poderão manter o novo modus operandi no futuro. Muitas empresas podem abrir suas políticas de recursos humanos para contratar mais pessoas em diferentes localizações geográficas. Se uma empresa decide continuar a funcionar com funcionários a trabalhar de forma remota no futuro ou se todos os colaboradores retornam ao escritório, uma coisa é clara: uma solução de Firewall / Gestão Unificada de Ameaças na cloud será uma solução robusta à prova de futuro.

A WhiteHat disponibiliza soluções profissionais de proteção na cloud e no perímetro da empresa e garante uma abordagem adaptável que se ajusta às necessidades dos seus clientes e aos imperativos do seu negócio. Fale connosco para saber como lhe podermos ser úteis.

 

Fechar menu
×
×

Cart